Ao assinalar o Dia Mundial das Comunicações Sociais

D. Pio Alves comparou sites desatualizados a igrejas fechadas

O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, D. Pio Alves, compara as páginas na internet desatualizadas de instituições religiosas a igrejas de portas fechadas.
O Dia Mundial das Comunicações Sociais assinalou-se no passado domingo, numa era dominada pela internet.
O bispo auxiliar do Porto, D. Pio Alves, pede para que sejam encerradas todas as páginas das instituições da Igreja que não são atualizadas.
O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais considera que páginas por atualizar é comparável ao facto de algumas Igrejas estarem constantemente de portas fechadas.
“É lamentável e há instituições que, incompreensivelmente, deixam as páginas paradas, o que acaba por ser um sinal de que alguma porta se fechou, alguma iniciativa morreu e peço que, no mínimo, quando por uma razão sustentável não há capacidade para manter vivas essas páginas, que se encontre maneira de as fechar de modo a não dar esse espectáculo triste. É um espectáculo idêntico, ainda que de outro género, ao que damos com as portas das igrejas sistematicamente fechadas. Aqui são portas das igrejas que estão sistematicamente desatualizadas e, por isso fechadas.”