Religiosas são rosto da Igreja

O Papa Francisco afirmou no dia 16 de maio que as mulheres consagradas representam o rosto “de Maria e da Igreja”, apontando que “80% da vida consagrada é representada por mulheres”.
“A mulher consagrada é o rosto de Maria e da Mãe Igreja. Ela oferece um acompanhamento terno e materno sobretudo aos doentes e aos mais necessitados da nossa sociedade. O papel da mulher na Igreja representa a profunda expressão do génio feminino”, afirmou o Papa numa audiência que concedeu a religiosos e religiosas da Diocese de Roma, no âmbito do ano dedicado à Vida Consagrada.
O encontro que decorreu na Sala Paulo VI foi vivido entre um ambiente festivo e de diálogo com Francisco, onde os religiosos puderam partilhar experiências pessoais e colocar questões ao Papa.
“Uma pessoa consagrada deve fazer tudo com o sorriso nos lábios, acolhendo o irmão que bate à porta das nossas comunidades”, afirmou perante os desafios, colocados por uma religiosa de clausura, que deu conta do equilíbrio que hoje os mosteiros atravessam “entre a visibilidade e o afastamento”.