1193-1232 - D. Pedro Soeiro ou Soares

O presente apontamento sobre os Bispos da Diocese de Coimbra segue, no geral, o estudo efectuado, e publicado em 1985, pelo cónego Dr. António Brito Cardoso, estudioso e dedicado arquivista e historiador da Diocese e do Seminário de Coimbra. Enumerando cronologicamente os prelados de Coimbra, pelo estudo dos Catálogos de Pius Bonifácius Gams.

D. Pedro Soeiro ou Soares (1193-1232.05.25) - Durante o seu pontificado, em 1217, a infanta D. Sancha fundou o mosteiro de Celas ou de Santa Maria de Vimarães; também neste ano os Franciscanos da Província da Soledade se instalaram em S. António dos Olivais; em 1227, a Rainha de Castela, D. Branca, fundou o mosteiro dos Dominicanos; em Janeiro de 1220 foram martirizados, em Marrocos, cinco mártires franciscanos que tinham estado em Coimbra e as suas relíquias foram trasladadas para a igreja de Santa Cruz. Em 1205, por interferência deste Prelado, o rei D. Sancho obteve do Papa Inocêncio III a cedência do mosteiro beneditino de Lorvão para as religiosas cistercienses. A Diocese de Coimbra recebeu em 1228 a visita do Legado Papal, Cardeal João Abavila, que pôs termo a muitas questões entre os Clérigos da Sé. D. Pedro Soares resignou em 25.5.1232 e faleceu a 22 de Junho de 1233.