1852-1858 - D. Manuel Bento Rodrigues

O presente apontamento sobre os Bispos da Diocese de Coimbra segue, no geral, o estudo efectuado, e publicado em 1985, pelo cónego Dr. António Brito Cardoso, estudioso e dedicado arquivista e historiador da Diocese e do Seminário de Coimbra. Enumerando cronologicamente os prelados de Coimbra, pelo estudo dos Catálogos de Pius Bonifácius Gams.

D. Manuel Bento Rodrigues (1852.03.15-1858.03.18) - Era professo da Congregação dos Cónegos de S. João Evangelista (Loios). Foi confirmado Arcebispo de Mitilene e Auxiliar do Patriarcado pelo Papa Gregório XIV, em 2 de Dezembro de 1845. Foi confirmado Bispo de Coimbra pelo Papa Pio IX em 15 de Março de 1852. Tendo encontrado a Diocese num caos disciplinar, pois desde 1834 não tinha Bispo residencial, acrescendo ainda um cisma de 1834 a 1842, D. Manuel Bento Rodrigues soube pelo seu tacto diplomático levantar a Diocese religiosa e disciplinarmente, apaziguando discórdias e ressentimentos. Restabeleceu o Curso Teológico no Seminário, interrompido desde 1834, chamando para leccionar nele os Professores da Faculdade de Teologia. No seu tempo foram as freguesias da cidade reduzidas a quatro: Sé Nova, Sé Velha, Santa Cruz e S. Bartolomeu segundo o Decreto de 20 de Novembro de 1854. Por sentença de 29 de Março de 1854 procedeu ? extinção das Colegiadas da cidade e da Diocese. Foi apresentado Arcebispo de Lisboa em 10.3.1858.