1872-1913 - D. Manuel Correia de Bastos Pina

O presente apontamento sobre os Bispos da Diocese de Coimbra segue, no geral, o estudo efectuado, e publicado em 1985, pelo cónego Dr. António Brito Cardoso, estudioso e dedicado arquivista e historiador da Diocese e do Seminário de Coimbra. Enumerando cronologicamente os prelados de Coimbra, pelo estudo dos Catálogos de Pius Bonifácius Gams,

D. Manuel Correia de Bastos Pina (1872.05.19-1913.11.19) - Foi sagrado Bispo de Coimbra a 19 de Maio de 1872. Renovou o edifício central do Seminário (Casa Velha), construiu de raiz os dois edifícios laterais: Casa Nova, em 1873, a Novíssima em 1880, e regularizou os terrenos adjacentes. Fundou no Seminário uma Cadeira para o ensino da Filosofia Tomista e uma Academia para o mesmo fim. Exonerou os Professores da Faculdade de Teologia da Universidade do ensino no Seminário (26.1.1886). Restaurou a Sé Velha (1892), fundou o Museu de Arte Sacra reunindo objectos desde 1881. Mandou construir o Bairro Operário, aplicando nele o dinheiro que lhe ofertaram por ocasião do vigésimo aniversário da sagração episcopal (19.5.1892). Em 1901 fundou-se o C.A.D.C. que ficou definitivamente constituído em 1903. Tomou parte nas grandes manifestações da Igreja em Portugal: Congresso Católico de Braga (1891), Congresso Católico Internacional de Lisboa (1895), a Peregrinação ao Sameiro de 1895, etc. Foi um grande protector dos conventos, que estavam a extinguir-se: Santa Clara, Semide, Vila Pouca, Louriçal, etc. Faleceu em 19 de Novembro de 1913.

Plano Pastoral


Bispo Diocesano


Vaticano