Direitos Humanos ::

DIREITOS HUMANOS

Graças à Declaração Universal dos Direitos Humanos promulgada pela primeira vez há setenta e cinco anos, em 1948, um número extraordinário de instituições e leis promovem e protegem os direitos humanos a nível mundial. Este documento emblemático, defendido por corajosos defensores dos direitos humanos, ajudaram a mudar o mundo. Milhões de pessoas ganharam mais liberdade e igualdade e sentiram-se encorajados a defender seus direitos. Milhões de pessoas foram beneficiadas no acesso à justiça, aos serviços básicos, à igualdade de oportunidades e a pobreza diminuiu em muitos países. Hoje em dia, há mais jovens na escola e mais raparigas podem continuar a sua educação. Doenças graves, antes comuns, foram erradicadas ou tornaram-se raras. As ditaduras opressivas foram substituídas por governos que têm como objetivo servir o povo. Finalmente, os autores das mais atrozes violações dos direitos humanos, incluindo o genocídio, são processados ​​e condenados pelos tribunais.

E, no entanto, apesar destes avanços extraordinários, os índices de desigualdade social e económica aumentaram na maioria dos países, minando a confiança do povo nas instituições políticas e económicas. Embora as empresas privadas e alguns indivíduos menos escrupulosos tenham adquirido fortunas colossais, muitos países têm lutado para encontrarem os recursos necessários para governarem com eficácia ou para prestarem serviços públicos essenciais. Sem mencionar o facto de que os níveis elevados de corrupção agravam o problema. Os governos continuam a criminalizar vozes dissidentes por vários motivos. Somos confrontados com o retorno de um estado “seguro” enquanto as liberdades fundamentais diminuem em cada uma das regiões do mundo. Atualmente os direitos humanos têm estado sujeitos a múltiplas ameaças. Muitas comunidades são ameaçadas por alterações climáticas, tensão e desigualdade sociais e os conflitos levam milhões de pessoas a fugir do seu país de origem. Além disso, o nacionalismo agressivo aumentou, impulsionado pelo racismo e xenofobia e o declínio da vergonha. Medidas anti discriminatórias e que promovem mais justiça são desmanteladas por aqueles que confiam no ódio e na exploração. Acreditávamos que um mundo mais unido melhoraria o conhecimento e a tolerância, mas na verdade, um mundo mais desigual encorajou um recuo para o nacionalismo baseado na identidade e na hostilidade.É possível que as incertezas, os contras e as desigualdades continuem a dominar nos próximos anos. No entanto, algumas tendências mais profundas e de longo prazo poderão tornar-se estimulantes como o progresso na educação, um melhor acesso à informação e a comunicações mais rápidas. São elementos que podem melhorar a capacidade de milhões de pessoas para se organizarem e reivindicarem ou exercerem e defenderem os seus direitos. O progresso tecnológico pode fornecer métodos de diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças, preservar a energia, prevenir calamidades ou eliminar as formas mais perigosas do trabalho humano. O desenvolvimento sustentável significa para muitos países, o empreendimento de políticas que de uma forma unida com novos movimentos sociais nos ajudem a combater os muitos desafios que enfrentamos, respondendo com formas de resistência à progressão do medo, da intolerância e da incerteza.

O ambiente terrestre está em mudança dramática com consequências que são difíceis de prever. No entanto, os direitos humanos continuam a ser a referência mais segura e confiável. Eles podem ajudar-nos a avançar em direção à inclusão, rumo à prosperidade duradoura, à justiça, à dignidade, liberdade e paz duradouras. Juntos ou individualmente, podemos combater o ódio, o desespero e o egoísmo, construir sociedades onde todos encontrem o seu lugar para viver e prosperar. Num mundo dividido de muitas maneiras, os direitos humanos podem unir-nos. Num mundo tão incerto, os Direitos do Homem são como uma estrela que nos guia para a certeza da igualdade e do respeito.

Oral

Genç

Milf

Masaj

Film

xhamster