Misericórdias em peregrinação jubilar

As Santas Casas da Misericórdias da Diocese de Coimbra fizeram no último sábado, 7 de maio, a sua peregrinação jubilar, com celebração da Eucaristia na Sé Nova de Coimbra presidida por D. Virgílio Antunes. Foi um momento muito belo, engrandecido com os irmãos trajados com as vestes e símbolos representativos das Misericórdias, e naturalmente acompanhados dos seus estandartes, dedicados a Nossa Senhora da Misericórdia.

Na sua homilia, o Bispo de Coimbra sublinhou o papel desenvolvido pelas Misericórdias e recordou que “o caminho novo inaugurado por Jesus não é simplesmente uma nova doutrina, um novo raciocínio ou uma nova argumentação para convencer alguém acerca de Deus, acerca da condição humana ou acerca das nossas obrigações e deveres pessoais, sociais ou fraternos”; “o caminho novo inaugurado por Jesus envolve o seu corpo e o seu

sangue, ou seja, a totalidade da sua pessoa divina e humana”. Por isso, Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem foi apresentado por D. Virgílio como o modelo do agir cristão: Ele, “como Filho de Deus, mostra, fazendo, o que é a misericórdia infinita do Pai, de modo que podemos dizer que nos revela o rosto misericordioso do Pai – título que o Papa Francisco escolheu para a Bula do Ano Santo Jubilar. Como Homem, mostra que está disponível para viver connosco, no meio de nós, que está disponível para nos amar com toda a inteligência, com todo o coração e com ambas as mãos, tal como ama o Pai”. E, à frente, acrescentou: “Caríssimos irmãos e irmãs das Misericórdias, vós não sois simplesmente membros de uma instituição de bem fazer, não reduzis a vossa condição à de agentes ou técnicos de ação social, por muito nobre que seja essa profissão. Vós sois cristãos e assumis ser chamados irmãos, dando pleno significado a este termo, uma vez que vos considerais irmãos de Jesus e irmãos de todos os homens. Aqui radica a realidade e o significado mais profundos da vossa pertença à Irmandade da Santa Casa da Misericórdia”.

Plano Pastoral


Bispo Diocesano


Vaticano